Dicas de Saúde

Os 6 Principais Sintomas da Pneumonia

Pneumonia 2 e1500579606835

Os Principais Sintomas da Pneumonia que não devem ser ignorado. Além disso, A pneumonia é uma infecção que ocorre nos pulmões, e, em muitos casos, ela também pode afetar a região dos alvéolos pulmonares. Então, confira tudo sobre. Então veja Os 6 Principais Sintomas da Pneumonia:

Principais Sintomas da Pneumonia

O que é Pneumonia: Pneumonia é uma infecção que se instala nos pulmões (órgão duplo localizado um de cada lado da caixa torácica). Pode acometer a região dos alvéolos pulmonares onde desembocam as ramificações terminais dos brônquios e, às vezes, os interstícios (espaço entre um alvéolo e outro).

Sintomas da Pneumonia: Embora existam diferentes tipos de Pneumonia, na maior parte dos casos, os sintomas são semelhantes, variando apenas o tratamento indicado pelo pneumologista. Para saber se pode estar com Pneumonia, selecione os seus sintomas:

  • Febre acima de 37,5º C
  • Dificuldade para respirar ou falta de ar
  • Respiração mais rápida que o normal
  • Tosse seca
  • Tosse com catarro esverdeado ou com sangue
  • Dor no peito
  • Dor de cabeça constante
  • Cansaço frequente ou dores musculares
  • Suores noturnos intensos

Fatores de Risco: 

  • Fumo: provoca reação inflamatória que facilita a penetração de agentes infecciosos
  • Álcool: interfere no sistema imunológico e na capacidade de defesa do aparelho respiratório
  • Ar-condicionado: deixa o ar muito seco, facilitando a infecção por vírus e bactérias
  • Resfriados mal cuidados
  • Mudanças bruscas de temperatura.

Como se Prevenir da Pneumonia: As principais formas de prevenção são recomendações simples: lavar as mãos, não fumar, evitar aglomerações e se vacinar. Atualmente, existem vacinas disponíveis para a pneumonia pneumocócica que, mesmo não sendo capazes de prevenir todos os casos de pneumonia, podem evitar as formas mais graves. Segundo o Ministério da Saúde, a vacinação contra a gripe reduz bastante as hospitalizações por pneumonias e a mortalidade global pela doença. Por isso, devem ser vacinados os grupos considerados mais sujeitos às formas graves da doença: gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, crianças de 6 meses a 2 anos, profissionais de saúde, doentes crônicos, pessoas privadas de liberdade ou com 60 anos de idade ou mais.

Tratamento da Pneumonia: O tratamento da Pneumonia bacteriana pode ser feito em casa com repouso e uso de antibióticos, como Amoxicilina, Levofloxacina ou Ceftriaxona, por 7 a 14 dias, de acordo com a recomendação médica.

No entanto, em alguns casos, o médico pode recomendar que o tratamento seja complementado com sessões diárias de fisioterapia respiratória para retirar as secreções dos pulmões e facilitar a respiração.

Já nos casos mais graves, quando a Pneumonia encontra-se numa fase mais avançada ou no caso de bebês e pacientes idosos, pode ser necessário ficar internado no hospital para fazer antibióticos diretamente na veia e receber oxigênio.

Clique para classificar este post!
[Total: 0 Média: %Média%]

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

Deixe um comentário