Doenças e Tratamentos Alan Costa

Melasma – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Melasma – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
1 (20%) 1 vote[s]

Melasma – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos desta condição. Além disso, a Melasma é o surgimento de manchas escuras na pele, que normalmente aparecem no rosto, mas pode ocorrer em outras áreas expostas ao sol, como braços e colo. É mais comum em mulheres entre os 20 e 50 anos, porém também pode afetar os homens. Quando surgem na gravidez, as manchas são chamadas de cloasma gravídico.

Melasma

Também é chamado de chloasma, ou a “máscara da gravidez“, quando ocorre em mulheres grávidas. A condição é muito mais comum nas mulheres do que nos homens, embora os homens também possam obtê-lo. De acordo com a American Academy of Dermatology, 90 por cento das pessoas que desenvolvem Melasma são mulheres.

Sintomas do Melasma: O Melasma causa manchas de descoloração. Os remendos são mais escuros que a sua cor de pele típica. Normalmente ocorre no rosto e é simétrico, com marcas correspondentes em ambos os lados do seu rosto. Outras áreas do seu corpo que são freqüentemente expostas ao sol também podem desenvolver Melasma.

Os manchas coloridas acastanhadas geralmente aparecem no:

  • Bochechas
  • Testa
  • Ponte do nariz
  • Queixo

Também pode ocorrer no pescoço e nos antebraços. A descoloração da pele não causa nenhum dano físico, mas você pode se sentir autoconsciente sobre a aparência. Se você notar estes sintomas de Melasma, consulte o seu médico. Seu médico pode encaminhá-lo para um dermatologista, que é um médico especializado no tratamento de distúrbios da pele.

Causas do Melasma: Não é totalmente claro o que causa Melasma. Os indivíduos com pele mais escura correm maior risco do que os indivíduos de pele clara. A sensibilidade ao estrogênio e à progesterona também está associada à condição. Isso significa que as pílulas anticoncepcionais, a gravidez e a terapia hormonal podem provocar Melasma. O estresse e a doença da tireoide também foram postulados como causas de Melasma.

A exposição ao sol também pode causar Melasma porque os raios ultravioleta afetam as células que controlam o pigmento (melanócitos).

Diagnósticos do Melasma: Um exame visual da área afetada é freqüentemente suficiente para diagnosticar Melasma. Para excluir causas específicas, seu médico também pode realizar alguns testes.

Uma técnica de teste é um exame de lâmpada de madeira . Este é um tipo especial de luz que é mantida em sua pele e permite ao médico verificar infecções e determinar quantas camadas de pele afeta o Melasma. Para verificar se há condições graves de pele, seu médico também pode realizar uma biópsia. Isso envolve a remoção de um pequeno pedaço da pele afetada para testes.

Tratamentos do Melasma: O Melasma não tem cura, mas tem tratamento. Os tratamentos mais comuns para a remoção de manchas são feitos com laser, ácidos químicos e proteção solar, além de evitar a exposição prolongada ao sol. Para tratar o Melasma é preciso seguir um conjunto de medidas não só para clarear a pele, como para impedir que o pigmento volte.

O uso de um filtro solar com alto fator de proteção é essencial para a eficácia do tratamento. O indicado é usar um protetor solar de 30, no mínimo, nas regiões do corpo mais expostas ao sol e de 50 no rosto. Chapéu e guarda-sol também são bons aliados para proteger a pele do sol, sobretudo, em dias de piscina e mar.

Causas do Melasma

Fatores de Risco do Melasma: São vários e diversos os fatores que aumentam o risco da pessoa contrair Melasma, entre eles:

  • Ser mulher, pois elas representam aproximadamente 90% do total dos casos de Melasma conhecidos;
  • Ter um tom de pele mais escuro, como as africanas e afrodescendentes, indianas, hispânicas e asiáticas, pois são mais propensas a contrair Melasma por possuírem mais melanócitos ativos para a produção de melanina (pigmentação da pele);
  • Estar gestante também contribui devido às alterações hormonais;
  • Algum familiar direto já ter tido Melasma;
  • Altas temperaturas, exposição ao sol e período de verão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Sobre o autor | Website

Sou Formado em Nutrição e Educação Física. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2000, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.