Dicas de Saúde

Foliculite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

foliculite

Foliculite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que não podemos ignorar. Além disso, Foliculite é a inflamação de um ou mais folículos pilosos que pode ocorrer em qualquer lugar da pele aonde se encontrem os folículos. Foliculite é causada quando bactérias do tipo estafilococos invadem a região infeccionando esses folículos ou por outros fatores. A Foliculite pode ocorrer em qualquer região do corpo que tenha pelos, sendo as áreas mais comumente afetadas a barba em homens e a virilha em mulheres, visto que a invasão bacteriana pode ser favorecida pela umidade, suor e raspagem de pelos e depilação.

Foliculite Mas vale lembrar que podem ocorrer também de forma natural. A foliculite é dividida em dois grandes grupos: foliculite superficial e foliculite profunda. A foliculite superficial é a mais comum, atingindo a parte mais superficial do folículo piloso e causando pequenas lesões na pele . Já a foliculite profunda é mais grave, afetando camadas mais profundas e extensas da pele, geralmente levando a um quadro com furúnculos ou carbúnculos.

Foliculite é uma condição onde este bulbo fica inflamado devido a certos fatores persistentes da pele como a pele seca, ou quando há atrito entre o cabelo e roupas em uma determinada área do corpo. Este último é comum em lugares como a virilha ou a coxa que está normalmente coberta em todos os momentos. No entanto, foliculite como é conhecida é comum no couro cabeludo e região facial. Então, confira Foliculite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos.

Causas da Foliculite: Qualquer infecção e inflamação do folículo piloso dá início à foliculite, mas alguns fatores aumentam a chance disso acontecer:

  • Roupas apertadas e que retém calor;
  • Exposição a ambientes ou água quentes;
  • Suor excessivo;
  • Atrito com lâminas;
  • Lesões de pele provocadas pela depilação;
  • Curativos;
  • Outras lesões de pele como dermatite, acne, escoriações e feridas cirúrgicas;
  • Baixa imunidade provocada por diabetes, leucemia, medicamentos ou imunodeficiências;
  • Uso prolongado de antibióticos, principalmente para tratamento de acne;
  • Obesidade;
  • Alterações hormonais.

Sintomas da Foliculite: A Foliculite gera pequenas manchas e carocinhos avermelhados na pele , sobre os folículos pilosos, podendo haver ou não a presença de pus e crostas. Comumente é possível inclusive ver o pelo no centro do carocinho. A irritação da pele aumenta a sensibilidade, gerando dor, coceira e desconforto. Quando a Foliculite é profunda, ela pode apresentar nódulos e abscessos com drenagem de uma quantidade maior de pus.

Tratamento Para Foliculite: Normalmente, a única coisa boa sobre esta condição é que se cura por conta própria. Ter paciência e esperar em torno de duas semanas. No caso da coceira persistente causada pela Foliculite, é possível usar uma compressa quente usando vinagre branco. Shampoo medicado pode ser usado para tratar a foliculite quando ocorre no couro cabeludo.

Causas da Foliculite

Esta é uma condição bastante comum que a pessoa não deve entrar em pânico. No entanto, pode ser difícil viver com foliculite recorrente. É melhor consultar um dermatologista em tais casos. Seguir uma boa higiene ajuda a manter a foliculite longe. Aqui estão algumas coisas possíveis de fazer para controlar a foliculite:

  • Usar preparações de sabonete anti-séptico.
  • Bater levemente loções anti-séptico e antibióticas na área afetada. Isso ajudará a tratar os folículos infectados.
  • Aplicar um compressor quente e úmido nas áreas afetadas, pois isso irá controlar a foliculite para outras áreas não afetadas.
  • Usar medicamentos sem receita, como creme de cortisona após um banho.
  • Polvilhar o pó medicado nos folículos afetados antes de vestir as roupas.
  • Adicionar algumas gotas de cloro no banho quente três vezes por semana.
  • Não compartilhar a toalha com outras pessoas.
Clique para classificar este post!
[Total: 0 Média: %Média%]

Drª. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiência Clínica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Deixe um comentário